#6 – Reflexões sobre o investidor

13/06/2020 12 Por Papo TR

Olá meus caros,

Eu estava viajando na maionese esses dias e lembrei das três principais características para se ter a independência financeira e decidi refletir quais são as três principais qualidades/habilidades que um investidor precisa ter para alcançar esse objetivo.

As três principais características são bem simples e creio que a maioria aqui já sabem, mas não custa relembrar:

Patrimônio = Aportes * taxa ^ tempo

Isto é, para se acumular um patrimônio grande que é necessário para se ter uma IF tranquila você precisa de aportes, uma taxa de juros e de tempo. Desses três sem sombra de dúvida o mais importante é o aporte, como já diria o Bastter, foque no seu trabalho e em melhorar o seu aporte.

O aporte é tão importante e majoritário em cima dos outros dois que apenas com ele já é possível se ter uma IF, mas claro, são poucas pessoas que possuem aportes monstruosos a ponto de acelerar muito a IF, mas nós, meros mortais da finansfera, ajudamos e muito os nossos planos quando aportamos mais, seja R$ 200 por mês, seja R$ 2000. 

Depois que espremer a última gota de grana da sua atividade principal a segunda característica é o tempo. Isso é um fato e diversos estudos já feitos mostram como começar cedo é importante. Quanto mais tempo exposto ao mercado mais a taxa de juros trabalha e mais rico você fica. É só pensar no Warren Buffett, não tiro mérito dele nos investimentos de forma alguma, ele de fato é um gênio das finanças, porém, vamos concordar que começar a investir com 11 anos de idade é uma puta vantagem sem igual. 

E, por último, a taxa de juros, que está lá pra fazer a sua mágica, contudo é uma mágica demorada e preguiçosa que só começa a ser perceptível e relevante depois de um bom tempo de mercado e muitos aportes. Taxa alta é bom, mas aporte e tempo são melhores.

Conhecendo essa três características dos investimentos eu consigo caçar as três principais características do investidor e vou tentar ranquear eles com a MINHA OPINIÃO.

A característica mais importante: paciência. Paciência pra esperar os resultados chegarem, paciência pra continuar nessa estrada por muito tempo sem desistir, paciência com a vida e todo o resto que a influencie. Sem paciência não chegamos na IF, sem paciência compramos e vendemos ativos toda hora, giramos o patrimônio e temos uma maior probabilidade de fazer merda, sem paciência ninguém chega na bendita independência financeira.

Segunda habilidade: autodesenvolvimento. O investidor deve ser capaz de se aprimorar, sempre em busca de melhorias pessoais, profissionais e acadêmicas porque assim as chances de aumento salarial são maiores. Depois disso é só manter o padrão de vida de acordo com um nível desejado e fazer aportes cada vez mais gordos.

Terceira e última característica: interesse e estudo por investimentos. Essa habilidade não é tão importante e por isso é a última, já que se o investidor fizer bem as duas etapas anteriores ele consegue alcançar o objetivo da IF com taxas comuns do mercado, como a renda fixa. Todavia, para quem cobiça maiores taxas ou para quem tem um interesse grande pelo mercado (como eu) e busca saber mais sobre o assunto o conhecimento em investimentos ajuda sim a carteira, mas não é nada garantido, pode ajudar a alavancar e tudo mais, e pode nem fazer diferença ou até piorar o resultado. 

Dessa forma, essa reflexão rápida que eu fiz aponta que pra uma caminhada para a IF devemos focar em trabalhar a nossa paciência e o nosso desenvolvimento pessoal, priorizando esses e, depois, quem sabe, com um pouco de interesse e determinação, cair em cima de melhorar a rentabilidade por meio de estudos específicos e análise de mercado. 

Confesso que pulei muito algumas características, comecei pela terceira, querendo sempre ter a maior rentabilidade. Porém sempre tive aptidão para livros e estudos autodidatas, então não cai em nenhum canto de diversos cursos que tem por aí. Com isso acabei me desenvolvendo e também aproveitei um pouquinho disso no trabalho (não que fizesse muita diferença) e, com o tempo, também fui aprendendo a ter paciência. 

E você? Começou por onde? Você concorda com essa pequena reflexão? Deixe o seu comentário aqui dizendo se concorda ou discorda, faça sua crítica, ela será bem vinda!

Até mais =)

TR