#26 – Meu Racional de Investimento: Itaúsa

05/12/2020 14 Por Papo TR
Fala povo, tudo nos trinqis?

    Vou começar a revelar aos poucos a vocês a minha carteira e o meu racional do porque cada ação está na minha carteira e o que eu acho de cada empresa, além da expectativa em cima dela e tudo mais, um pouco parecido como eu fiz com a tese do urânio (aqui, aqui, aqui e aqui), mas só que em empresas e um pouco mais resumido, que é a forma que faço pra mim mesmo pra manter minhas decisões registradas. Esse posts de “Meu Racional de Investimento” não serão análises, serão post s que demostrarão as minhas decisões pessoais. 
    Pro primeiro post desse formato vou trazer a empresa que mais tenho em carteira. Ela é famosa por ser um das queridinhas do mercado, estou falando da Itaúsa, a holding controladora do gigante Itaú.
Quais são os meus sentimentos com a governância? 
    A itaúsa é um holding e isso já me traz uma certa segurança porque a principal função dela é ter uma ótima gestão para administrar as suas controladas e eu acredito bem que eles são bons nisso, tanto pela história da empresa quanto pelo que eles demonstram nesses anos que sou acionista (a compra da Alpargatas se mostrou uma decisão de sucesso). O alinhamento deles é realmente para o longo prazo, com objetivos claros de ser uma holding geradora de caixa no futuro. Gosto dessa visão e gosto do que vejo lá na frente caso isso aconteça, porém, nem tudo são flores, acabo ficando um pouco decepcionado com a governância dela pois eles ainda não são listado no novo mercado, mantendo a velha estrutura de ações PN, que inclusive são as que eu tenho. 
Quais são os meus objetivos? 
    Dividendos. É uma ação com baixa valorização das ações e por isso não espero lucros na cotação, apesar dela valorizar bem uma vez ou outra. Tenho uma expectativa de dividendo de 6 a 7% ao ano daqui alguns anos e o YoC aumentar consideravelmente a partir do quinto, sexto ano. Nesse quesito ela não vem me decepcionando, sendo que consegui próximo disso todos os anos exceto o atual.
Eu entendo como ela ganha dinheiro? 
    O modelo de negócio é relativamente simples, mas o acompanhamento é um pouco chato caso queira ir fundo. O modelo de negócio é gerenciar ativamente as decisões das empresas controladas fazendo elas serem boas empresas geradoras de caixa, esse caixa seria retido para novas aquisições ou para distribuição de dividendos. A itaúsa raramente segura os lucros, sendo que quando está interessada em uma empresa pra aquisição ela fez emissão de dívidas ou alguma pouca retenção dos lucros ao longo dos trimestres. Ela não tem pressa na aquisição, sempre procurando empresas maduras e já boas geradoras de caixa.
Qual é o racional do investimento? 
    O racional em si é ver a itaúsa lá na frente como uma holding bem diversificada cada vez mais longe dos resultados do itaú. Sua dependência atual é de 94% dele, mas já foi 97%, depois 96% e depois 95%. Acompanhar essa diminuição mostrará se a empresa está mesmo querendo se distanciar do itau ou não. Quanto mais distante e mais diversifica ela ficar, melhor, e essa diversificação virá com aquisições de empresas maduras e geradora de caixa.
Como considero meus conhecimento sobre a empresa? 
    Apesar de itausa ser uma queridinha do mercado ela não me empolga tanto pra ficar avaliando ou me aprofundando nela, considero meu conhecimento mediano ou fraco, pois não me aprofundo nos resultado das empresas controladas.
Como acompanharei os resultados? 
    Anualmente, itaúsa não tem muitos novidades e a maioria eu fico sabendo pelos fatos relevantes. Nos resultados anuais eu devo verificar o desenvolvimento do ano, as expectativas junto ao crescimento do lucro e dos dividendos e da geração de caixa.
Porque estou entrando no investimento? 
    Ela é uma das melhores empresas da bolsa em questão pro longo prazo por causa da sua constância no crescimento e nos dividendos. É uma empresa resiliente, com grande previsibilidade de receita. Apesar da inércia pro crescimento ela não está totalmente parada. Ela está inserida no setor financeiro, o setor com maior lucro no Brasil e é controladora direta do banco com maior rentabilidade do mundo, tendo também uma sólida base financeira.
Quais os pontos pra saída do investimento? 
    No momento que itaúsa sinalizar que não quer mais crescer via aquisição ou continuar sendo apenas uma holding do itaú o interesse pelo investimento muda bastante e a bandeira de saída talvez tenha que ser levantada. Se isso acontecer, avaliar se vale a pena manter-se no investimento pros dividendos futuros esperados.
Quais os riscos? 
    O maior risco que vejo é o risco itaú, se ele vai mal ela vai mal, se ele vai bem, ela vai bem. Há também outros riscos menores como as aquisições, que é bem mitigado pela maturidade que a gestão tem e pelo próprio objetivo da empresa de procurar apenas outras aquisições maduras. Outro risco é o risco holding, tento impacto forte caso haja a famosa tributação dos dividendos (tributação dupla). Outros riscos considero pequenos e nada incômodos para mim.
Cara ou barata? 
    Faço a análise do preço de Itaúsa via modelo de Gordon. Coisa simples e rápida, apenas pra ter parâmetro de referência. Meu CAPM particular é de 12,68% (1% ao mês) com taxa de crescimento perpétuo de 6%, dando um preço justo de R$ 13,60, sem aplicar margem de segurança ainda.
Bem, esse é o meu racional de investimento em itaúsa. Atualmente tenho 2300 ações dela, com preço médio de R$ 10,82 nas compras (nunca vendi nenhum ação) e já recebi mais de R$ 2500 em dividendos e mais de R$ 1100 reais com opções, é um investimento que acho importante ter, apesar dela não ser nem um pouco próxima do meu perfil de investidor (sou mais elétrico haha)
Aos poucos vou trazendo as outras empresas e os seus racionais, comentem a vontade sobre as minhas anotações, quanto mais informação, discussão e ideias, melhor. 
Até mais.
TR